“Um homem sem Polis ou é uma besta ou é um Deus.” Aristóteles   O que é afinal isso da “Polis”? Mais importante ainda: interessa?  Qual é ou deveria ser a importância de tal ideia, se é que alguma? A palavra desapareceu, quer da academia, quer do debate “político”. E no entanto não é por acaso que a palavra é...

  Quando se fala em regionalização, raramente se sabe do que se está a falar, pois o termo é equívoco e presta-se a mil interpretações e a uma complexidade que os seus adeptos não dominam. A regionalização nada tem a ver com descentralização; pelo contrário, enquanto a regionalização parte e confunde, a...

Senhora von der Leyen, Candidata à Presidência da Comissão Europeia Lemo-la dizendo que «o seu objectivo é fazer os Estados Unidos da Europa, modelados em Estados federais como a Suíça, a Alemanha ou os Estados Unidos”. Não podemos aceitar. Explicamos: não nos opomos «Estados Unidos da Alemanha» – na essência, o...

As Europeias são amanhã. Os portugueses perguntam-se sobre a utilidade dos vinte e um afortunados que, eleitos amanhã, passarão os cinco próximos anos a receber duzentos e cinquenta mil euros anuais por trabalho que ninguém sabe exactamente o que é. O parlamento europeu não produz legislação própria, competência...

Gostaria de começar por agradecer a Rafael Pinto Borges pelo convite para falar convosco hoje. Os meus agradecimentos também à Nova Portugalidade por organizar esta conversa e a todos pela vossa presença.   Há muitos que acham que a relação entre Portugal e Goa é uma coisa do passado. A primeira pergunta que muitos...

A Portugalidade existe, em primeiro lugar, enquanto família de homens e mulheres. Não tem significado firme; a sua substância e definição variam de local para local, contexto para contexto, tempo para tempo. Há, contudo, caracteres profundos e estruturantes que lhe dão forma segura; esses caracteres, que constituem a...

Nascido em Kagoshima, no extremo sul do arquipélago nipónico, Bernardo terá sido dos primeiros autóctones daquelas ilhas a abraçar a religião dos Nanban – palavra japonesa que significa “bárbaros do sul” e que se referia aos portugueses. Converteu-se pela palavra de São Francisco Xavier, que naquela terra andou caçando...

“Isto é que é muito importante. É que existiu, e continua a existir, um Oriente português que nada tem a ver com a política. Eu há muitos anos publiquei um livro chamado “A formação do espaço português” em que acentuo exactamente isso: Portugal não era um Estado, não era uma organização política. Era uma ideia, era um...

É conhecida dos povos portugueses a crise dinástica que, em 1580, ditou a união entre os tronos da Espanha dos Habsburgos e de Portugal. O rei português, Dom Sebastião, havia caído em África dois anos antes, sacrificando a fina-flor da nossa juventude e deixando a coroa sem herdeiro seguro. Seguiu-o na condução do...

A historiografia recente, concentrada que vem andando na constante perseguição e vilificação do passado português, usa frequentemente relatos de violências perpetradas por Portugal no Índico para a sua crítica do império. Episódios comummente citados são o bombardeamento de Calecute por Pedro Álvares Cabral após a...