Nova Ideia

Aqui, o futuro que extraímos do passado para a construção de uma Nova Portugalidade.

A Portugalidade existe, em primeiro lugar, enquanto família de homens e mulheres. Não tem significado firme; a sua substância e definição variam de local para local, contexto para contexto, tempo para tempo. Há, contudo, caracteres profundos e estruturantes que lhe dão forma segura; esses caracteres, que constituem a...

1. Nacionalismo, invenção do século XIX Há em muitos portugueses uma cega entrega a tudo o que é originário do estrangeiro e uma atracção por aquilo que se diz cosmopolita, ao ponto de alguns “nacionalistas portugueses”, à custa de tanto copiarem aquilo que por lá fora tem curso, tenham convertido o...

“Isto é que é muito importante. É que existiu, e continua a existir, um Oriente português que nada tem a ver com a política. Eu há muitos anos publiquei um livro chamado “A formação do espaço português” em que acentuo exactamente isso: Portugal não era um Estado, não era uma organização política. Era uma ideia, era um...

  Desde há alguns anos que o disparate é repetido dia e noite pelos palavrosos da estupidez culta: “racista e xenófobo”, “racismo e xenofobia” surgem amiúde como sinónimos ou com grau de parentesco que lhes garante a quase homonímia. Porém, raramente o racismo vive associado à xenofobia. Há pessoas racistas – aquelas...

Há uma característica psicológica e vital própria dos brasileiros que turistas de todo o mundo notam: o brasileiro é sentimental, emotivo, temperamental, e este sabor de afeição natural que os estrangeiros levam para os seus países, isso que podemos até chamar de “sentimentalidade”, tem uma raiz...

Está em curso uma insurreição em França. Aparentemente, o fenómeno excede largamente o âmbito do interesse da Nova Portugalidade. Contudo, se atentarmos nas características desta crise política, social e económica, compreenderemos que toca não só a França, mas todas as sociedades ocidentais, incluindo Portugal. É...

Cabe sempre aos homens menos ciosos da sua posição e da opinião que lhes têm os outros o lançamento das questões fundamentais. No nosso caso, impõem-se, quatrocentos anos após a Restauração da Independência, algumas particularmente espinhosas. No período filipino, Portugal tinha monarca estrangeiro da Casa de Áustria....

Um povo de marinheiros e pescadores que dominou os mares e as rotas do comércio, erigiu feitorias, fortalezas, catedrais e cidades pelas sete partidas do mundo, juntou povos e pescou almas, produzindo um novo tipo de sociedade fundada na indistinção da raça, da cor e da etnia. Tão grande foi o sulco de tal empresa...