Por Rafael Pinto Borges
Posted: Updated:
0 Comments

É conhecida dos povos portugueses a crise dinástica que, em 1580, ditou a união entre os tronos da Espanha dos Habsburgos e de Portugal. O rei português, Dom Sebastião, havia caído em África dois anos antes, sacrificando a fina-flor da nossa juventude e deixando a coroa sem herdeiro seguro. Seguiu-o na condução do Estado o seu tio-avô Dom Henrique, cardeal e homem idoso. À Santa Sé, o Cardeal-rei foi repetindo pedidos para que lhe fosse permitido abandonar a vida clerical, casar-se e produzir um herdeiro para a Casa de Avis.

Menos conhecido do grande público é Rainúncio Farnésio, jovem duque de Parma, Placência e Castro. O rapaz, que tinha apenas onze anos quando em Portugal morreu Dom Henrique, era filho da Infanta Maria de Portugal, ela própria filha de Dom Duarte, Duque de Guimarães e, por isso, neta por linha varonil do rei Dom Manuel. A linha de Rainúncio era forte, e o italiano seria, do ponto de vista dinástico, talvez o mais sólido dos contendores. A sua pretensão seria, decerto, mais legítima que a de Catarina de Bragança, pois a sua mãe, Maria, nascera dois anos antes daquela; seria, também, mais atendível que a de Filipe de Espanha, cuja reclamação se baseava na da mãe, a imperatriz Isabel. Era, ainda, mais convincente que a de António do Crato que, filho do Duque de Beja e também neto de Dom Manuel, era bastardo.

O italiano não se encontrava, contudo, em posição vantajosa. Pela sua idade, mostrava-se desadequada a sua eleição como Rei; por ser vassalo de Filipe de Espanha – e incapaz, porque desprovido dos meios que o exigiriam, de impor-lhe a conquista do trono português -, à corte de Parma pareceu melhor abdicar dos direitos do duque a Portugal. O que depois se deu é, de novo, sabido da maioria: Filipe foi eleito rei pela Conselho de Governadores nomeado por Dom Henrique, derrotaria as forças de António em Alcântara e far-se-ia aclamar em Tomar. O que teria sido de Portugal se Rainúncio tivesse tomado a coroa é imprevisível. Claro é que, pela união dos tronos de Portugal e Parma, Portugal teria conquistado território em Itália e tomado um soberano dedicado, culto e inteligente, grande construtor e incansável reformador.

Related Posts

No Século XVIII estados magrebinos como Tunis, Argel e Tripoli estavam verdadeiramente infestados...

1-Nas origens da tragédia O regicídio cultiva nas diferentes fileiras políticas um misto de...

A operação mar verde foi provavelmente, a mais ousada operação das forças armadas portuguesas no...

Leave a Reply